E-mail
Assine já!
Notícias Unisite

15/02/2017 - 11:02:03

Tuberculose
Tupã participa da 1ª avaliação trimestral sobre a tuberculose Encontro também discutiu medidas contra a doença e o cronograma para a campanha deste ano
ALTERA O
TAMANHO DA LETRA


A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, participou nesta semana da 1ª Avaliação Trimestral do Programa de Tuberculose do Instituto Adolfo Lutz em Marília. A equipe do setor de Vigilância Epidemiológica e a enfermeira responsável pelo programa no município, Joselaine Pio Rocha, estiveram representando Tupã no encontro.

Durante o evento, foram colocados em pauta a importância da busca ativa de casos novos de tuberculose, bem como os cuidados e acompanhamento dos familiares de pessoas que estão em tratamento. Segundo a enfermeira da Vigilância Epidemiológica de Tupã, Joselaine Pio Rocha, também foram discutidos o planejamento e ações para a programação da campanha de tuberculose de 2017.

De acordo com Josie, atualmente Tupã possui 14 pacientes em tratamento no Ambulatório de Tuberculose de Tupã, onde são acompanhados por profissionais de saúde e seus familiares supervisionados por meio de visitas de agentes comunitários de saúde.

Doença

A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível que afeta prioritariamente os pulmões. Anualmente são notificados 10 milhões de novos casos em todo o mundo, levando muitos casos a óbito. No Brasil, a tuberculose é um grande problema de saúde pública. A prevenção contra a doença existe e a imunização é disponibilizada até para bebês recém-nascidos, chamada de vacina BCG. Além disso, a tuberculose tem cura e o tratamento é gratuito e disponibilizado pelo Sistema Único de Saúde.

Para intensificar as buscas de novos casos da doença, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Ministério da Saúde, irá realizar no mês de Março a primeira fase de imunização contra a tuberculose.
De acordo com o cronograma, já estabelecido pelo Ministério da Saúde, a segunda etapa da campanha de imunização será realizada no mês de novembro.

“A Prefeitura irá se mobilizar para realizar o trabalho nas unidades e também em instituições municipais, mas é importante que a população não espere até o início da campanha. Se a pessoa apresentar o sintoma de tosse por mais de 15 dias deve procurar uma unidade de saúde para a realização de exames”, conclui.