E-mail
Assine já!
Notícias Unisite

20/04/2017 - 08:46:22

Banco do Povo
Banco do Povo libera mais de R$ 220 mil desde janeiro Programa já firmou 33 contratos com pequenos e microempreendedores
ALTERA O
TAMANHO DA LETRA


O Banco do Povo Paulista de Tupã (BPP) fechou o primeiro trimestre de 2017 com a marca de 33 contratos fechados com micro e pequenos empreendedores, totalizando R$ 226.809,32 mil em investimentos na economia local.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcus Zanelato, a unidade já ultrapassou o valor de R$ 1.200.00,00 em concessão de microcrédito com mais de 170 contratos firmados desde a sua reabertura, em março do ano passado.

“Este desempenho do primeiro trimestre foi superior às expectativas da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, já que o programa está atendendo em Tupã há somente 1 ano. Outro fato que nos surpreendeu foi a grande procura de microempreendedores interessados nas linhas de crédito oferecidas pelo programa, que por dia chega a atender cerca de 10 microempreendedores”, conta.

Benefícios

Segundo o secretário, o Banco do Povo visa promover a geração de emprego e renda, por meio da concessão de microcrédito para o desenvolvimento de pequenos empreendimentos. Um dos principais atrativos do programa são as facilidades de pagamento e a pequena taxa de juros aplicada, que atualmente é de apenas 0,35% por mês.

De acordo com ele, no caso de pessoa física o financiamento pode ser quitado em até 12 meses se o crédito for utilizado como capital de giro ou até 24 meses, se for para investimento fixo. Já no caso de pessoa jurídica o prazo de pagamento é de até 24 meses para capital de giro ou até 36 meses para investimento fixo.

“As linhas de crédito variam para a Pessoa Física e Pessoa Jurídica. Para o primeiro empréstimo, o programa oferece o financiamento para a Pessoa Física nos valores entre R$ 200 a R$ 3 mil, no segundo empréstimo, até R$ 4 mil e no terceiro empréstimo ou posterior até R$ 5 mil. Já o primeiro empréstimo para Pessoa Jurídica (incluindo MEI) varia R$ 200 a R$ 7.500, o segundo crédito pode chegar a R$ 10 mil, o terceiro a R$ 15 mil e o quarto empréstimo ou posterior pode chegar a R$ 20 mil. O programa também atende associações e cooperativas produtivas ou de trabalho que podem financiar até R$ 25 mil no primeiro crédito”, explica.

Como participar?

Segundo Marcus, vale ressaltar que o Banco do Povo não faz nenhum tipo de empréstimo para consumo próprio, ou para quitação de dívidas. Para obter o financiamento, o empreendedor deve desenvolver atividades produtivas formais ou informais nos municípios contemplados pelo programa.

“No caso de Pessoa Física, o interessado deverá residir há mais de 2 anos no município, com endereço fixo. No caso de Pessoa Jurídica, não há exigência de tempo de residência”, conta o secretário.

De acordo com ele, o interessado também não pode ter restrições cadastrais no SCPC, SERASA e CADIN Estadual. Outra exigência é ser maior de 18 anos. Menores com idade a partir de 16 anos também podem ser beneficiados desde que sejam emancipados legalmente.

“Analfabetos ou portadores de deficiência física, desde que impeça a leitura do contrato ou o comparecimento no ato da assinatura, podem obter financiamento somente através de procuração pública, outorgando poderes a terceiros para representá-lo no ato da assinatura do contrato e que deverá ser lavrada em cartório local. Já a pessoa com deficiência mental é considerada incapaz, não podendo assumir compromissos”, comenta.

Exigências

Para realizar o empréstimo é exigido avalista (pessoa física); com residência fixa no Estado de São Paulo e sem restrições cadastrais. O avalista pode ser parente de primeiro grau desde que não seja sócio ou funcionário do negócio. Não é permitido cônjuge como avalista.

Vale destacar ainda que os pedidos de crédito encaminhados ao Banco do Povo juntamente com toda documentação necessária são analisados pelo agente de crédito local e pelo analista de crédito em São Paulo. Aprovada a proposta, o programa providencia o depósito do valor solicitado diretamente na conta corrente do empreendedor, que realizará o pagamento do(s) fornecedor(es).

Banco do Povo

O Programa foi criado em 1988 pelo Governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria Estadual do Emprego e Relações do Trabalho (SERT) sendo considerado o maior programa estadual de microcrédito do Brasil.

Em Tupã o programa é gerido em parceria com a prefeitura, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, oferecendo linhas de crédito subsidiadas para empreendedores formais ou informais, cooperativas ou formas associativas de produção ou trabalho.