E-mail
Assine já!
Notícias Unisite

20/03/2015 - 16:14:40

NOTÍCIAS DA SEMANA - 20.03.2015
Por Roberto Musatti
ALTERA O
TAMANHO DA LETRA


1. Alívio nos mercados mundiais e no Brasil também: O banco central americano (FED) anuncia que não deve mexer na taxa de juros ou nos incentivos por agora. Deixa no ar que poderá faze-lo em Junho ou apenas no segundo semestre. Com isso a explosão prevista no valor do Dólar deve ficar restrita a apenas ao bom desempenho da economia americana (e o péssimo da brasileira). (NYT alert)

2. ‘Bibi’Netanyahu ganhou de novo as eleições em Israel até por uma margem não prevista de 6 cadeiras a mais do que a coalizão de esquerda trabalhista. Aparentemente foi decisiva sua atuação nas ultimas horas ressaltando a questão de segurança nacional e o fato dos árabes israelenses terem se unido para formar a terceira maior bancada no Knesset, o parlamento israelense. Os israelis preferiram na ultima hora optar pela segurança em vez dos desejos de melhoria econômica e foram às urnas em massa (o voto não é obrigatório) a pedido de Bibi. A ironia fica por conta dos foguetes do Hamas de Gaza, possíveis responsáveis pela vitória de Netanyahu. Vão ficar mais difícil acordos com os palestinos e um acordo nuclear com o Irã patrocinado pelos EUA. (Honestreporting.com- JPost))

3. Corretores da Bolsa de Mercadorias de Chicago baseados em números do Departamento da Agricultura dos EUA (USDA) estão prevendo uma safra menor de milho este ano e preços mais altos. Historicamente depois de anos de safra recorde e preços apenas razoáveis, as colheitas tem sido menores por perda de produtividade. Como maior produtor mundial com quase 380 milhões de toneladas métricas x 67 do Brasil, apesar do uso de 20% para a produção do Etanol, isto pode significar uma bonança para o produtor brasileiro que vai ter uma receita muito melhor, fruto também da desvalorização do Real. (Agrimoney)

4. Uma maça geneticamente modificada que não escurece após cortada, foi aprovada pelo USDA para consumo humano. Deverá estar disponível no mercado a partir de 2016 segundo a empresa canadense que investiu no projeto. A maçã é tão segura como qualquer outra variedade diz o comunicado. (Agrolink)

5. As exportações de frango estão em alta acentuada neste 1º semestre. A principal surpresa é a Coréia, que aumentou em 85% suas importações que antes vinham dos EUA, agora barrados pelo surto de gripe aviaria no Arkansas. Podem elevar o preço no Brasil. (Agrolink)

6. A maior concorrente da Apple na China promete um produto semelhante ao SmartWatch para breve. A Xiaomi é uma copia em quase tudo da Apple a começar pelo seu criador, Lei Jun que é tão carismático quanto Steve Jobs e conseguiu uma legião de seguidores para si e sua empresa desde sua fundação em 2010. Hoje a empresa é a mais valiosa start-up do mundo apesar de quase não gastar em propaganda. O novo telefone irá custar US$ 220, menos ainda que os concorrentes Android e a metade de um Apple. A empresa ainda não está presente fora da China onde a partir de Fevereiro deste ano, se tornou a maior vendedora de smartphones do país. (BusinessInsider Tech)

7. O Japão está prevendo uma inflação zero para este 1º semestre, fruto da queda dos preços da energia e combustíveis. O governo e o Banco Central votaram pela continuidade do programa de injeção de recursos no mercado bancário da ordem de US$ 600 bilhões por ano para tentar estimular consumo e um pouco de inflação. O Yen continua caindo em relação ao dólar o que incentiva as exportações e pode trazer mais confiança ao consumidor nipônico.

8. A Arábia Saudita acaba de assinar acordo com a Coréia do Sul para a construção de 2 reatores nucleares nos próximos anos. Parece ser o primeiro passo em direção à primeira bomba nuclear árabe sunita. É um recado aos EUA caso o Irã xiita consiga sua arma nuclear. O medo da proliferação nuclear na região é muito grande a partir das guerras fratricidas cada vez mais violentas entre as varias facções islâmicas – xiitas, sunitas, Al Qaeda, Irmandade Islâmica, Isis, etc. Algumas fonte indicam que os sauditas já compraram algumas armas nucleares do Paquistão e que as mesmas apenas precisariam ser entregues, pois estão ali armazenadas, de olho nos Aiatolahs iranianos. (Algemeiner.com)

9. Agora começam a aparecer as explicações do porque da decisão do governo de rever o FIES que se tornou ótimo negócio para as grandes empresas de educação no país. A Kroton, a maior empresa de educação superior do país, dona da Uniban e Anhanguera entre outras e que tem o Sr. Mares Guia ex-ministro do governo Lula como sócio, apresentou seu resultado de 2014: Lucro de R$ 1,35 bilhão, Receitas de R$ 3.8 bilhões, 987 mil alunos dos quais 440 mil presenciais e destes 270 mil no Fies (61.4%). Parece pouco provável que quase 2/3 dos alunos das Universidades da Kroton, sejam alunos carentes de baixa renda... Dados não confirmados indicam que o Fies repassou por volta de R$ 1.8 bilhões para a empresa em 2014...(ValorDigital)

10. A Suíça e a Noruega resolveram não mexer em suas taxas básicas de juros em 1,25% e -0,75 respectivamente. Juros dos paises do G20 e OECD: Japão – 0,10%, Zona do Euro 0,05%, EUA 0,25%, Grã Bretanha 0,50%, Canadá 0.75%, Coréia 1,75%, Chile e México 3.0%, China 5,3%, Índia e Turquia 7.5%. Já o Brasil com 12.75% está bem acompanhado, justamente de países com sérios problemas econômicos: Argentina 13%, Rússia 14%. Difícil vai ser convencer os investidores internacionais a continuar seus investimentos no Brasil e seus dois semelhantes, especialmente com a possível alta dos juros americanos. Só a desvalorização acelerada do Real pode atrair este capital para ativos em Real que ficaram baratos em Dólar, como as ações da Vale. (BI Finance)

11. A Shell/Cosan voltou a exportar etanol para os EUA em Fevereiro, o equivalente às importações do mês de Dezembro do mesmo país. Aproveita a diferença cambial que tornou o produto competitivo e os estoques altos com a nova safra que se aproxima. O etanol americano de milho deve ter uma queda substancial pelos baixos preços praticados no mercado de gasolina com a queda do preço do barril de petróleo. (Agrolink)

12. A Petrobras contratou o Citybank, BNB Paribas, Bank of América, Santander, para vender até US$ 13 bilhões de seu patrimônio para não precisar acessar o mercado de capitais neste ano. Termoelétricas, campos de exploração, parte da Transpetro e da BR Distribuidora e seus postos estão neste bloco oferecido principalmente a investidores estrangeiros de olho em retornos de longo prazo. (interessante saber agora a opinião do ex-presidente Lula e do Sindicato dos Petroleiros que tanto se esforçaram em reverter o processo do fim do monopólio da empresa iniciado por FHC). (Bloomberg)

Roberto Musatti - Economista (USP), Mestre em Marketing (Michigan State) e Professor da Reges