E-mail
Assine já!
Notícias Unisite

14/07/2015 - 14:08:10

NOTÍCIAS DA SEMANA - 14.07.2015
Por Roberto Musatti
ALTERA O
TAMANHO DA LETRA


1. A Arábia Saudita está pronta para se tornar potencia nuclear caso as negociações com o Irã visando conter seu programa nuclear falhem. O país já é uma potencia em armas convencionais: em 2014 gastou mais que a Grã-Bretanha e recentemente colocou 150 mil soldados na fronteira com o Yemen (mais que todo o exercito britânico) e seus aviões, muitos de fabricação britânica, voaram dezenas de missões contra os revolucionários xiitas naquele país. O Irã aumentou em 20% seu estoque de combustível nuclear nos últimos 18 meses, segundo o NY Times, contrariando as afirmações do governo Obama que o país tinha congelado o enriquecimento durante as negociações. Israel, Arábia Saudita e seus vizinhos sunitas no Golfo olham com desconfiança a aproximação de Obama com os Aiatolahs xiitas. Comenta-se que os Sauditas pagam 60% do programa nuclear do Paquistão em troca de possível aquisição de artefatos nucleares quando for necessário. (Business Insider-Politics)

2. O mercado de smartphones cresce devido aos países em desenvolvimento – em 2014 mais de 1 bilhão de aparelhos foram vendidos (1.3), 29% mais que em 2013 e deve chegar a 2 bilhões vendidos já em 2016 ou em 2017. Vendas na China devem aumentar 8% e na Índia 31% devendo ser o 1º mercado mundial já em 2016 também. O Brasil acumula 16% de queda. Apple conseguiu ganhar mercado, diminuindo a fatia dos Androids para 77%. (BI-tech)

3. Sérgio Marchioni CEO da Fiat-Chrysler continua batalhando para uma possível fusão com a GM. Agora tenta um acerto com os fundos de proteção (Hedge Funds) que forçaram a GM a recomprar bilhões de dólares de suas ações. (BI- 10 things)

4. O FDA (Departamento de Saúde Americano) está perto de aprovar a Viagra Feminina. O remédio se chama Filibanserin, uma pequena pílula rosa que aumenta o desejo sexual feminino (libido) na menopausa. Ele consegue agir nos neurotransmissores - nas serotoninas aumentando a liberação das dopaminas aumentando o libido feminino. Não age nos hormônios, que apesar de eficientes tem efeitos colaterais adversos perigosos. (About Health.com)

5. O 5º Congresso do PT foi um exemplo didático dos motivos que levaram o partido a sua maior queda de popularidade em todo o país e em todas as classes sociais. Na pauta a volta da CPMF, a criação do Imposto sobre Fortunas e uma nova matriz tributaria, menos regressiva. ValorOnLine)

6. Parece piada, mas não é... A China teve um superávit comercial em Maio de US$ 59,5 bilhões, maior que o de Abril de US$ 34.1 bilhões e em Junho US$ 46.5 bi, abaixo do esperado... Os resultados são devidos a uma queda nas importações e não aumento das exportações que caíram devido a valorização do Reminbi. Enquanto isso a balança comercial brasileira apresenta no acumulado do semestre apenas US$ 2,0 bilhões, graças ao agronegocio que representou um recorde de 51% das exportações do país em maio e 46.5% em junho. (BI-10 Things & Agrolink)

7. Lá vai o ‘trio de ouro’ dos empreendedores brasileiros – Lehman, Telles e Sicupira de novo – atrás de novas aquisições. Especula-se que o alvo agora é a Diageo, empresa canadense e a maior em bebidas destiladas, dona das marcas Johnny Walker, Smirnoff e Guiness. Como ultimamente, em parceria com o bilionario Warren Buffett (BI- 10 things)

8. A Seara do grupo Friboi através da agencia de propaganda WMcCanm (leia-se Washigton Olivetto) tenta campanha agressiva para tirar fatias de mercado da Sadia (BRF) utilizando o tema de sucesso da Sadia – a letra S e a escolha do garotinho no supermercado. Repetir o aparente sucesso de Fátima Bernardes não só é difícil como mexer com uma marca líder com ‘Benchmarketing’ pode não ser simpático e ter o efeito contrario. A Sadia já conseguiu na justiça brecar o plágio depois que o ineficiente (tendencioso?) Conar nada fez. (EstadãoOnLine)

9. A área econômica do governo continua distante da realidade, agora com o repatriamento do dinheiro mantido no exterior por brasileiros – a exemplo do que a Argentina de Kirtchner tentou sem sucesso anos atrás. Depois de errar feio nas previsões de arrecadação de impostos mesmo com os aumentos, de subestimar a inflação causada pelos reajustes de tarifas públicas e combustíveis e superestimar a evolução do PIB em plena crise, agora a equipe de Levi espera arrecadar R$ 25 bilhões através do imposto único de 35% sobre os valores mantidos no exterior por brasileiros. Conta com as novas leis internacionais bancárias que tornam mais difíceis manter essas somas ocultas. Esquecem que o maior ‘Custo Brasil’ é a insegurança jurídica e a falta de confiança nas instituições. Pode valer a pena correr o risco lá fora... (Estadão-on-Line)

10. USP e Unicamp caem no ranking até das Universidades apenas dos países do chamado BRICS, 9º e 12º lugar respectivamente, com a China liderando as três primeiras posições. A 1ª, Tsinghuá de Pequim cresceu depois da associação com Stanford, enquanto as brasileiras despencam pela falta de produção de artigos científicos, cursos e aulas em inglês. A xenofobia só não é maior que o abuso: 801 funcionários da Unicamp ganham mais que o teto legal – o salário do governador – incluindo o reitor que recebe R$35 mil quase 70% acima. (Folha-on-Line & Estadão)

11. Israel consegue sair de uma crise aguda de suprimento de água para independência e excedente de oferta em 5 anos: Com a construção de 5 usinas de dessalinização que representam 50% do consumo do país e o reaproveitamento de 86% da água utilizada (maior do mundo) o país começa inclusive a fornecer água para os palestinos e 7% do consumo da Jordânia. O ponto de partida foi alem da queda (95%) do volume do Rio Jordão, a descoberta de uma molécula que reduz o custo de dessalinização pela metade. Os EUA através do estado da Califórnia já estão aproveitando a experiência e a tecnologia israelense. (falta a Sabesp e a Universidade Federal de Santa Maria...) (INews)

12. Noticias do Agribusiness:

1)Muita chuva reduz em 20% área plantada de trigo na Argentina = pior safra em 20 anos. Pode afetar o nosso pãozinho em 2016...

2)Venda de Etanol sobe 17% e bate recorde. Além de melhorar para as usinas deve ajudar a Petrobras reduzir compra de gasolina no exterior assim ajudando balança comercial.

3) Milho sofre efeito do calor na Europa, em especial na França, grande produtora. Melhor para o preço da commodity e nosso produtor.

4) Preço da soja e milho reage. Menores estoques e chuva em excesso nos EUA favorecem nosso produtor.

5) Departamento da Agricultura Americano (USDA) prevê aumento da exportação brasileira de milho para 26 milhões de toneladas. Em 2014 foi 21 milhões e 60% vêm da safrinha.

6) Kátia Abreu em Moscou diz que o Brasil pode suprir 50% do consumo russo de lácteos – manteiga, leite em pó e queijo. Seria a melhor noticia para o produtor brasileiro ainda recebendo cerca de US$0,25 por litro! (Agrolink, Agrimoney)

Roberto Musatti - Economista (USP), Mestre em Marketing (Michigan State) e Professor da Reges