E-mail
Assine já!
Notícias Unisite

28/03/2017 - 10:26:22

Exame DNA
Exumação de recém nascido comprova que menor foi estuprada pelo padrasto
ALTERA O
TAMANHO DA LETRA


F.F.S., 33 anos, foi detido ontem, após ter sua prisão preventiva decretada, acusado de ter estuprado e provocado a gravidez de sua enteada, que atualmente está com 15 anos. Na época, eles residiam no Conjunto Antonio Pereira Gaspar, em Tupã

A denúncia anônima relatava ao caso de abuso de uma menor de 12 anos foi apresentada em 2015. As investigações levaram a conclusão que não era só um caso de abuso, que na realidade a menor tinha sido vítima de estupro, seguido de gravidez escondida. “A menor conseguiu ocultar a gravidez por 9 meses e ao ser ouvida justificava que havia sido abusada por um adolescente de uma cidade vizinha”, informou a delegada da DDM, Dra. Cristiane Camargo Braga. Porém, levantamentos realizados pelos policiais, apontaram como principal suspeito o convivente da mãe da menina.

Pedido de exumação do cadáver do recém-nascido foi feito e autorizado pela justiça. Material foi colhido para exame de DNA.

F.F.S. se recusou a fornecer material dele para exame de DNA, alegando ser inocente. Devido a negativa, a delegada Dra. Cristiane Camargo Braga obteve autorização da justiça para coleta de material para o exame na residência do suspeito. Duas das amostras que foram encaminhadas para exame em São Paulo, comprovaram com 99% de certeza de que o autor havia sido F.F.S.

F.F.S. ao ser confrontado com o resultado dos exames acabou confessando que tinha sido o autor do abuso.

A Dra. Cristiane comentou que foi um longo e minucioso trabalho. Sob o seu comando atuaram policiais da DDM, Gislaine, Edilaine e Cesar e o investigador Márcio da DIG.