E-mail
Assine já!
Notícias Unisite

15/02/2017 - 10:59:58

Reforma da previdência
Reunião amanhã para definir manifestações
ALTERA O
TAMANHO DA LETRA


O vereador e presidente do Sincomerciários de Tupã, Amauri Mortágua convida sindicatos, associações e entidades representantes de várias categorias profissionais de funcionários públicos para uma reunião especial, nesta quinta-feira, dia 16 de fevereiro, às 8 horas, no Clube dos Comerciários. O encontro tem como objetivo de discutir e definir atividades da mobilização em Tupã contra a reforma da Previdência (PEC 287/2016) anunciada pelo Governo. A reunião compõe a primeira fase de organização das atividades.

Na pauta, além da definição do calendário das ações, serão apresentados e discutidos os principais pontos da reforma, que caminham na direção de retiradas de benefícios, direitos e redução de valores da aposentadoria. Entre as mudanças: idade mínima de 65 anos para homem e mulher; tempo mínimo de contribuição (carência) 25 anos; fim da aposentadoria especial; o cálculo das aposentadorias será de 76% da média do trabalhador, se pretender receber 100% terá de contribuir por 49 anos.

A reunião ocorre no momento em que o governo apressa a tramitação da matéria em caráter de urgência. A Comissão Especial na Câmara já funciona e pode ser votada a qualquer momento, deste modo, a manifestação dos cidadãos tem que ser agilizada.

O Presidente, Vereador Amauri, que tem incansavelmente lutado contra a reforma da previdência e seus malefícios afirma que a luta não para e é preciso unidade: “A reunião é uma alternativa em busca da unidade de luta em Tupã como já vem ocorrendo no Brasil todo. Até porque, o momento exige esta união, a luta será uma batalha muito difícil e só com a convergência de forças poderá sensibilizar os Deputados e Senadores para as grandes consequências que a aprovação da Reforma da Previdência trará para a população brasileira”, esclareceu ele.

Engajamento com o povo

Dando continuidade à sua luta, o vereador Amauri Mortágua teve aprovada por unanimidade, pelos Vereadores da Câmara Municipal de Tupã: “a Moção Nº 22/2017, de apoio à rejeição, pelo Congresso Nacional, à PEC 287/2016”.

A Moção demonstra que a reforma proposta pela PEC, dificulta e até impede o acesso à aposentadoria dos cidadãos e rebaixa, de maneira considerável e desumana, o valor médio dos benefícios previdenciários. Além disso, a moção enumera diversos pontos negativos da reforma e apresenta estudos de respeitáveis especialistas de inúmeras universidades brasileiras e a ANFIP (Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil), provando que o Governo lança mão de subterfúgios condenáveis e de propaganda enganosa para tentar convencer que a Previdência é deficitária.

“O governo federal deixa de considerar determinações constitucionais que tratam Previdência Social, Assistência Social e Saúde, como um conjunto só, denominado Seguridade Social, e para o qual criou tributos que os mantêm com superávit anual. O impacto da aprovação dessas medidas na vida dos brasileiros será devastador! Vai demolir as expectativas de se obter a aposentadoria antes da morte chegar”, concluiu.